Incompatibilidade Química: o que fazer? - De Sírius Cosméticos
06/03/2018

Incompatibilidade Química: o que fazer?

Um dos problemas mais comuns nos salões de beleza são as famosas incompatibilidades químicas. As clientes muitas vezes não informam o histórico real do fio, como quais químicas realizou, se faz uso de medicamentos e os produtos que utiliza no dia a dia. O risco de não saber estas informações pode levar a cliente a encarar diversas situações, como a desfibração do cabelo (emborrachamento). Esse é um dos sinais de que o próximo passo será uma quebra, mas calma, vamos entender o porquê isso acontece e o que fazer.

 

Alguns ativos que são usados nos produtos capilares, quando em contato com outros, ocorrem reações que podem causar o temido corte químico, conheça os mais comuns:

- Tioglicolato de Amônio: Incompatível com Hidróxido de sódio, Guanidina. Progressivas e descolorantes precisam de atenção;

- Guanidina: Incompatível com Tioglicolato de Amônio, coloração e descolorante;

- Hidróxido de Sódio: Incompatível com Tioglicolato de Amônio, coloração e descolorante;

- Coloração: Incompatível com Hidróxido de Sódio e guanidina;

- Descolorante: Incompatível com Hidróxido de Sódio, Guanidina e metais.

 

As reações que podem ocorrer quando estamos fazendo mechas é o que as mulheres mais temem. O cabelo guarda resíduos, vitaminas ou ativos derivados de metais que são os responsáveis por várias reações nos cabelos. Um simples shampoo ou uma vitamina que contenha ferro são alguns exemplos.

É importante se atentar as instruções de uso com relação a mistura do pó e oxidante. Quanto menos oxidante você colocar, mais alcalino ficará a mistura, causando inchaço no pó e esquentamento. Este é um dos motivos de o teste de mechas ser muito importante, pois tem cabelos que não suportam a volumagem utilizada. Em alguns casos, é comum usar 30 Vol e o cabelo não suportar, levando então o cabeleireiro a optar pelo 20 volumes. 

A De Sírius possui produtos que ajudam o profissional a ter mais segurança para realizar esses procedimentos. Um dos melhores para se usar no descolorante é o step 1 do Clarium Plex, que você já usa direto na mistura, em que age diretamente no córtex, ajudando a evitar essas reações. Entretanto, no caso de acontecer alguma reação inesperada, você pode usar o Fluido Reconstrutor S.O.S., que funciona como um stop. Outro produto muito indicado para situações como essa é a Queratina K3 da linha Kerativa, que você pode usar para preparar (aplicar, secar, e proceder com a aplicação do pó descolorante ou alisante). O Queratina K3 da Linha Kerativa pode ser usado em casos extremos, quando um cabelo estiver super aquecido.

Lembre-se! Todas essas dicas ajudam a ficarmos atentos, porém o ideal sempre é um teste de mechas para te dar mais segurança no trabalho.

 

Você pode encontrar os produtos De Sírius para reparação do cabelo em nosso site: https://goo.gl/SgUcmz

Linha Kerativa - Queratina K3: https://goo.gl/qBgoF3

Clarium Plex - Step 1: https://goo.gl/9skKEQ

POSTS RECENTES